fbpx

Relatos de Viagem

Relato Jalapão 2018

16 de outubro de 2018

Bastidores da expedição

Um destino que nós da Travessia namorávamos já a certo tempo, o projeto de expedição ao Jalapão desta vez saiu do papel e tornou-se realidade. No mês de agosto deste ano, percorremos centenas de quilômetros de estradas empoeiradas e esburacadas pelos sertões do estado do Tocantins. Tudo isto para captar as belezas de um dos santuários do cerrado mais intocados e exuberantes de nosso país.

Nossa viagem iniciou-se na capital Palmas, onde dormimos a primeira noite. Na manhã seguinte, logo cedo partimos rumo a Ponte Alta do Tocantins, cidade considerada o portal do Jalapão. No caminho, paramos para conhecer algumas cachoeiras de Taquaruçu, uma vila pacata repleta de cascatas e matas ciliares.

O primeiro pôr do sol no Jalapão não poderia deixar melhor impressão: a Pedra Furada, um maciço de arenito que ergue-se solitariamente no meio da paisagem plana do cerrado, é um local de rara beleza, especialmente nos fins de tarde, onde assume cores avermelhadas, um deleite para qualquer fotógrafo de natureza. Apesar das diferenças em escala, eu compararia esta paisagem com famoso monólito de Uluru, na Austrália. Um verdadeiro espetáculo aqui em terras brasileiras, ainda tão pouco conhecido pelo nosso país.

Nosso segundo dia no Jalapão, propriamente dito, foi um longo e desgastante trajeto, porém altamente recompensador. As muitas horas passadas nos carros 4×4, em estradas muitas vezes em péssimo estado de conservação, somados ao calor e aridez de grande parte da paisagem, foram uma adversidade, sem dúvidas. Mas isto só contribuiu para nosso sentimento de merecimento e gratidão, por estarmos em locais tão imaculados, onde o simples contemplar da natureza em forma bruta valeria todo o esforço, instantaneamente. Neste dia, visitamos locais como o intrigante Cânion Sussuapara, a caudalosa Cachoeira da Velha e o Parque Estadual do Jalapão, com suas dunas avermelhadas e veredas de buritis, uma paisagem realmente única.

A viagem seguiu por tantos outros lugares mágicos, como os diversos fervedouros – os oásis do deserto do Jalapão – a cênica Cachoeira do Formiga, além das comunidades do Mumbuca e do Prata. Foi mesmo uma semana inteira de muita fotografia, emoção e aventura, pelos confins deste país tão diverso e rico em lugares pouco explorados.

Fiquem com um pouco mais das imagens desta bela viagem.

Leia também

Relato Chapada das Mesas-MA Por Tom Alves Conheci a região da Chapada das Mesas em 2010, quando iniciei minha carreira de fotógrafo de ...
Wokshop de Fotografia Noturna Julho 2017 Dirija-se a Minas Gerais, município Itambé do Mato Dentro. Siga mais 9 km por uma estrada de chão batido que e...
Relato Serra do Espinhaço – Junho 2018 Por: Tom Alves Calendário oficial da Travessia, esta é nossa expedição mais amada. Afinal, moramos - eu...

Curta Nossa Página no FB!