.

Relatos de Viagem

Relato Lençóis Maranhenses 2019

05 de março de 2020

Por Tom Alves

Conheci os Lençóis em 2010, numa viagem onde percorri, por quase um mês, os estados do Amazonas, Pará e Maranhão. Lembro-me o quão fascinado fiquei por aquelas paisagens. Diferente de tudo que eu já havia presenciado, aquele mar de dunas branquinhas, entrecortadas por lagoas ora verdes, ora azuis, definitivamente nunca mais saiu de minha memória de fotógrafo. As texturas da areia e seus grafismos, além do fantástico efeito das sombras projetadas, na hora da luz mágica, representam possibilidades infinitas de criação de imagens impactantes. De lá para cá, retorno sempre que posso aos Lençóis. Algumas vezes para cobrir matérias para revistas de turismo, outras para liderar grupos de fotógrafos. Só no ano passado, foram três expedições fotográficas para lá. Acho que não preciso nem dizer o quanto sou apaixonado pelo destino. =)

A CAPITAL SÃO LUÍS

A Expedição Lençóis Maranhenses, como não poderia deixar de ser, começa pela bela São Luís. Como era época de São João, fotografamos algumas apresentações juninas no centro histórico do Reviver. O São João do Maranhão é muito rico, diversificando o clássico forró, presente na maioria das festas juninas do Brasil. Lá, os tambores do bumba-boi, de crioula e cacuriá integram o impressionante espetáculo.

Fotografamos também, durante o dia, o casario colonial da capital, herança viva do barroco português. Na área núcleo do sítio arquitetônico, os sobrados, solares e as casas térreas, de maneira geral, estão bem conservados. Fachadas de taipa, revestidas por belos azulejos, grandes telhados e venezianas, tudo muito bonito de se fotografar. Ainda mais com o toque de colorido da decoração de bandeirinhas juninas.

OS LENCÓIS MARANHENSES

A seguir, fomos para Barreirinhas e depois Atins, locais onde dividimos nossos dias pelos Lençóis, propriamente ditos. Já no primeiro encontro da turma com o Parque Nacional, antes mesmo do sol nascer, já estávamos no alto de uma duna mais alta, à espera das primeiras luzes iluminarem o solo. Mas fotografamos sob várias condições de luz. Tipicamente, fotógrafos de natureza fotografam na hora da luz mágica e descansam quando o sol está muito alto. Porém, este tipo de paisagem dos Lençóis possibilita belas imagens, ressaltando as cores das lagoas, quando o sol está justamente mais vertical.

Além das paisagens, reservamos algumas oportunidades para fotografias documentais do povo maranhense, como vilas de pescadores.

No último dia da Expedição Lençóis Maranhenses, a cereja do bolo: um sobrevoo pelo Parque Nacional, onde, depois de ver e fotografar tudo do chão, a perspectiva aérea pôde trazer outra dimensão da paisagem. Foi bonito ver as pessoas sairem emocionadas da experiência!   

Este ano, repetiremos a dose e a Expedição Lençóis Maranhenses será entre 29 de agosto e 4 de setembro. Clique AQUI para a programação completa.    

Bastidores da expedição

  • Expedição Fotográfica bastidores
  • fotografia de paisagens bastidores
  • técnica fotográfica
  • fotografia de drone expedição travessia
  • fotografia de rua bastidores
  • fotografia de natureza bastidores
  • fotografia Lençóis bastidores
  • fotografia de paisagens bastidores

Você também pode se interessar por:

Fotografia além da Golden Hour

Lençóis Maranhenses 2021

3 Incríveis Desertos no Brasil